• +55 (18) 3117-1195
  • +55 (18) 98136-0281
  • zanardo@zanardo.com.br
  • Segunda à sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h48
Data: 04/03/2022
de envatoelements de envatoelements

Os contratos futuros do açúcar encerraram o pregão desta terça-feira (1) com expressiva valorização. O dia foi marcado pela tensão entre Rússia e Ucrânia, que no sexto dia de guerra ainda não entraram em acordo, trazendo muita preocupação para o setor financeiro. 

Em Nova York, o açúcar tipo bruto encerrou com alta de 0,89%, negociado por 18,34 cents/lbp. Em Londres, o primeiro vencimento avançou do adoçante avançou 2,68%, negociado por US$ 496,40 a tonelada.

"O petróleo bruto WTI ( CLJ22 ) na terça-feira subiu mais de 8% para uma alta de 7 anos e meio, o que reforça os preços do etanol e pode levar as usinas de açúcar do Brasil a desviar mais moagem de cana para a produção de etanol do que açúcar, reduzindo assim a oferta de açúcar", destacou a análise do site internacional Barchart. 

Já do lado negativo para os preços, o mercado opera observando a produção das safras na Índia e na Tailândia, que podem compensar a redução da produção brasileira. "A Indian Sugar Mills Association (ISMA) informou na quinta-feira passada que a produção de açúcar da Índia em 2021/22 de outubro a 15 de fevereiro aumentou +5,6% aa em 22,1 MMT. A Índia é o segundo maior produtor de açúcar do mundo", acrescenta a análise. 

Por: Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas
  • Telefone:
    +55 (18) 3117-1195

  • Rua dos Buritis, 201 - Parque Industrial II Araçatuba - CEP 16012-170 / São Paulo